4 maneiras de monitorar o movimento de caixa do seu estabelecimento

Tomar decisões assertivas em sua empresa é um dos passos mais importantes que você pode dar rumo ao sucesso. Entretanto, quando há uma sequência de decisões negativas, isto é, que não trouxeram os resultados esperados para o negócio, as consequências a longo prazo podem ser bastante prejudiciais para a operação.

Geralmente, esse problema acontece quando os gestores não conseguem analisar pontos estratégicos do negócio, por exemplo, o movimento de caixa. É por meio das informações captadas nessas análises que a tomada de decisões se torna mais assertiva, ajudando a empresa a crescer e prosperar.

Se você tem dificuldades de monitorar o movimento de caixa do seu estabelecimento e busca ajuda para mudar esse cenário, confira na sequência deste artigo 4 maneiras eficazes de realizar essa atividade em sua operação.

1. Organização das informações

A primeira dica para quem quer monitorar de perto o movimento de caixa do seu estabelecimento tem a ver com a organização das informações. Para ter uma visão clara e real do seu negócio, é fundamental organizar os dados referentes às entradas e saídas de recursos em categorias diferentes.

Quando o empreendedor decide realizar essa atividade manualmente, ele precisará recorrer a planilhas que dividem os custos setoriais, as entradas e o lucro real da operação. Sem essa organização, será muito difícil saber avaliar a saúde financeira do seu estabelecimento. 

2. Lançamentos diários

Depois das informações do movimento de caixa captadas, o empreendedor segue para um passo bastante importante, que é o lançamento desses dados nas planilhas que citamos acima. Para ter um controle o mais próximo possível da realidade, a dica é fazer os lançamentos diariamente. 

movimento de caixa

Apesar de ser um trabalho que pode levar um certo tempo, manter a frequência dos lançamentos é fundamental para que nenhuma informação saia do radar da sua empresa, comprometendo a tomada de decisão.

3. Cálculo do movimento de caixa

Com tudo lançado, a próxima etapa do controle do movimento de caixa é o cálculo do saldo final diário, que mostrará ao empreendedor o desempenho do seu estabelecimento naquele dia, podendo traçar um comparativo com datas anteriores.

Essa é uma forma dos empreendedores identificarem os dias de melhor circulação, as datas com mais pagamentos a serem realizados e também os períodos em que as vendas apresentaram melhores resultados.

4. Automatização para um gerenciamento rápido, eficaz e seguro

Vimos que é possível monitorar o movimento de caixa do seu estabelecimento de forma manual. Porém, é um trabalho que requer tempo, conhecimentos específicos e uma dedicação diária. Além disso, essa opção amplia as chances de falhas nos registros e análises. 

Por isso, uma das maneiras mais eficazes, rápidas e seguras de monitorar o movimento de caixa da sua empresa é por meio da automatização. Boas plataformas oferecem ao seu estabelecimento um controle de todas as taxas cobradas, aluguéis de maquininhas, antecipações e outros débitos, evitando surpresas que possam comprometer as finanças do seu negócio.

Além disso, uma solução completa de movimento de caixa é capaz de apontar até 99% dos erros e descontos indevidos em seus recebimentos de vendas realizadas com cartão de crédito ou débito, dando ao empreendedor uma visão detalhada do seu negócio.

Reunimos no artigo de hoje 4 maneiras de monitorar o movimento de caixa do seu estabelecimento, dando um passo importante para a tomada de decisões assertivas. Se você gostou e quer continuar por dentro de dicas como essa, não deixe de acompanhar as próximas postagens do nosso blog.

 

Comentário no facebook

Conheça a nossa plataforma:

Confira nossa solução:

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.