fbpx

Dicas para evitar fraudes no pagamento com crédito

A popularidade do cartão de crédito atrai consumidores e comerciantes que estão atrás de formas mais seguras para adquirir bens e serviços. Porém, esses altos índices de transações comerciais atraem também criminosos.

Segundo o Laboratório de Cibersegurança da Psafe, são detectadas 3,6 fraudes com cartões por minuto. Com o aumento do uso de cartões com microchip, que impedem a clonagem do cartão físico, o ambiente mais visado pelos fraudadores é a internet.

Os criminosos procuram pelos dados de cartões de crédito em sites de e-commerce pouco seguros ou então em aplicativos mobile, soluções que são cada vez mais utilizadas pelos consumidores.

A seguir, você confere dicas importantes para evitar prejuízos no seu comércio:

Conheça o comportamento do consumidor

Seja um comércio físico ou virtual, é importante conhecer o comportamento dos consumidores que se relacionam com sua empresa para identificar pontos de atenção nas vendas.

Itens de alto valor pagos à vista chamam a atenção do comerciante que conhece o comportamento de compra dos seus consumidores e sabe que tais produtos costumam ser parcelados.

Evitar esse tipo de fraude no pagamento com crédito é fácil: solicite um documento com foto do comprador ou então faça a validação da compra junto ao banco ou bandeira do cartão.

Desconfie de fretes expressos

Um fraudador tem pressa em receber o produto antes que o crime seja identificado, portanto, tende a solicitar fretes expressos. Neste caso, verifique o valor da compra e a urgência do consumidor em recebê-la.

Criminosos não compram produtos de baixo custo ou comuns, eles visam mercadorias de maior valor agregado, como televisores, smartphones e computadores, por exemplo. Se você associar pressa e ticket médio fora do costume, faça uma verificação adicional.

Não fique com os dados dos cartões dos clientes

Muitos e-commerces e empresas que fazem vendas recorrentes para os mesmos clientes tendem a armazenar os dados do cartão de crédito para facilitar o processo de compra e venda. No entanto, essa prática não é recomendada se você deseja evitar fraudes no seu comércio.

Isso porque os criminosos ficam de olho justamente em plataformas que fazem esse tipo de retenção de dados e encontram formas de burlar a segurança para ter acesso aos dados dos consumidores.

Aplique camadas de proteção ao seu comércio

No ambiente físico, é importante deixar as maquininhas de cartões em local protegido, que impeça um visitante de trocá-las, por exemplo. Também é vital que você peça documento de identificação para compras de maior valor, a fim de evitar que cartões roubados sejam utilizados em seu comércio.

Já no e-commerce, é possível adotar uma série de medidas de segurança. Empresas certificadoras de segurança testam seu site para encontrar vulnerabilidades e indicam as melhores medidas de proteção a adotar. Uma vez que você as aplique, recebe o selo de segurança, que indica que seu site é confiável.

Utilizar firewalls e fazer parcerias com plataformas de pagamento que investem em segurança é outra maneira de proteger seu negócio de fraudes com cartão de crédito.

Quer mais dicas como essas? Continue acompanhando o blog da Concil e saiba tudo sobre pagamentos!